Foto: Secretaria de Desenvolvimento Sustentável

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável, o Tamanduá Bandeira resgatado na tarde de ontem (22), estava a meses no interior de uma propriedade na região central da cidade. Por se tratar de uma propriedade grande, acredita-se que o Tamanduá tenha adentrado na mesma e não tenha achado como sair, ficando preso no interior da propriedade.

O animal estava sendo avistado há meses pelos moradores da propriedade e por pessoas que passavam pela calçada e podiam avistar o animal lá dentro. O tamanduá apresentava um ferimento na cauda ocasionado, provavelmente, pelas cercas da propriedade onde ele raspava todo o seu dorso ao atravessá-las. Esse ferimento visivelmente  agravou-se durante suas recentes aparições, aumentando a preocupação com o animal.

Na tarde de ontem, em uma segunda tentativa de resgate do animal, uma equipe formada por membros da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável, técnicos da Fazenda do Zoo de São Paulo, a Guarda Civil Municipal (GCM) e moradores da propriedade, conseguiram localizar o animal e realizar o procedimento de captura e em seguida o animal foi encaminhado ao Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros em Sorocaba.

De acordo com Guilherme Messias da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável, que participou da captura do animal, foi necessário monitorar o Tamanduá por mais de uma hora. “Após localizado, tivemos que mantê-lo sobre o campo de visão por aproximadamente uma hora, até que a equipe de técnicos da Fazenda do Zoo de São Paulo, chegasse no local e finalmente executamos a captura”, explica.

O Tamanduá foi capturado com técnica apropriada visando não estressar e nem ferir o animal. Segundo o Zoológico, o tamanduá é uma fêmea, está com uma fratura na cauda, mas já está recebendo todos os cuidados necessários. Assim que o Tamanduá estiver recuperado, será realizado a soltura do animal em seu habitat natural.