Você é um(a) educador(a)?

0
100

Recebi um presente (dia 22 de fevereiro) da estagiária que estava deixando o departamento em que trabalho. Foram 6 meses de intensos trabalhos e experiências. Em razão de nova oportunidade profissional, optou pela nova vaga. Me presenteou com um livro e em sua dedicatória ela escreveu “Ao educador…”. Teria sido um educador a ela? Minha função era realmente essa? Seria gentileza dela essa denominação?


Mesmo quando estive em sala de aula, não ousaria ser chamado de educador. Haveria sido um educador ou quando saio dessa perspectiva o olhar teria se alterado? Quem sabe agora tenho mais tempo para refletir na importância e diferença entre um “transmissor de conhecimento” e um “educador”? Pensei eu…

Educa aquele ser que lhe ensina a dizer sempre aquilo que pensa. Dizer com franqueza e generosidade. Comunicar-se e ouvir ativamente.
Educa aquele ser que estimula a autonomia e acompanha o desenvolvimento. Estimula a autonomia e conduz com respeito.


Educa aquele ser que, apesar de sua posição hierárquica (seja empresa ou escola) respeita quando dizem que a árvore não é verde e o chão não é marrom. Que não concorda e respeita a forma com que se pintam as paisagens. Educa aquele ser que acredita que na vida há cores diversas e as quais nós lhe queremos dar.


Educa aquele ser que aprende junto, se renova junto, engrandece junto.
Educa aquele ser que exige sem rigidez. Rigidez é contrária à troca e educação é troca permanente. Rigidez estimula a ansiedade e ansiedade não positiva a colaboração e bons pensamentos.


Educa aquele ser que concede disciplina. Disciplina e organização são irmãs siamesas. Organização, disciplina e planejamento apenas frutificam caso haja efetivamente cada uma delas em cada peça pensante da equipe, da família ou da escola.

Educa aquele ser que concede apoio e elogio. Reforçando, que em grupo se apoia, elogia e ocorre a disciplina positiva. Correção de rota, crítica ou conversas decisivas direcionadas a um indivíduo, deve ser feito individualmente.


Essas ações não são fáceis, mas possíveis sempre! Um trabalho permanente individual e de equipe. Substitua “educador” por “líder” e entenda que chefia está longe desse conceito e aplicação.

Participe da
solução!
Envolva-se!
Incomoda?
Então não se
acomode!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here