Alesp aprova moção de aplausos de autoria de Danilo Balas que homenageia heroína da Polícia Civil

Estela Borges Morato lutou contra comunistas, mas faleceu em confronto contra grupo comandado por terrorista

0
89

No dia 21 de junho deste ano, a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou a Moção n. 24/2022, de autoria do Deputado Danilo Balas, que manifesta aplausos a Estela Borges Morato pelo seu aniversário de nascimento. Se estivesse viva, a heroína teria completado 75 anos no dia 22 de janeiro.

Estela nasceu na cidade de Campo Limpo, estudou no Externato Santo Antonio e no Colégio Paulistano. Ganhou um concurso bíblico realizado pela Rádio Capital, ingressou no Banco do Comércio e Indústria de São Paulo e, em 1969, iniciou sua carreira na Polícia Civil.

Lutou contra o comunismo no país, porém, ainda no fim da década de 1960, a jovem investigadora de apenas 22 anos foi morta por uma bala na cabeça, atirada pelo movimento político liderado por Carlos Mariguella, um dos principais líderes da Ação Libertadora Nacional (ANL), responsável por ataques com bombas, sequestros, homicídios, assaltos a bancos e outros crimes terríveis.

“Estela foi um dos grandes exemplos do quão podemos lutar, mesmo jovens, por um Brasil justo e, principalmente, com Deus acima de tudo. A aprovação dessa moção, sem dúvida, significa uma justa homenagem a essa guerreira”, disse Danilo Balas, que ressalta sua gratidão e admiração pela agente da Polícia Civil da época.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here